Anamatra abre inscrições para o Prêmio de Direitos Humanos

Campanhas, Entidades em Ação, Pelo País

A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) abriu nesta terça-feira (1) as inscrições para o Prêmio Anamatra de Direitos Humanos 2020. A premiação, em sua nona edição, distribuirá 10 mil reais para o vencedor de cada categoria ou subcategoria.

De acordo com o diretor de Cidadania e Direitos Humanos da Associação, juiz Marcus Barberino, a premiação acontece a cada dois anos, e tem como objetivo premiar os trabalhos relevantes da sociedade civil e da imprensa brasileira, “cobrindo a temática dos direitos humanos na perspectiva do mundo do trabalho”.

As inscrições se encerram no dia 20 de agosto, com a relação de finalistas sendo divulgada no dia 13 de outubro e, por fim, os vencedores anunciados em celebração virtual no dia 30 de outubro de 2020.

Segundo Barberino, a premiação recebe concorrentes de todo o Brasil, avaliados em uma pré-seleção pela Comissão de Direitos Humanos da Anamatra. “Depois mandamos para um júri especial, que esse ano vai contar com a presença da jornalista Cynara Menezes; do ministro Herman Benjamin, do Superior Tribunal de Justiça (STJ); e do ministro Lelio Bentes, do Tribunal Superior do Trabalho (TST). São eles que ao fim vão escolher os ganhadores de cada uma das categorias e subcategorias”, relata.

Regulamento, resumo da premiação, formulário e tutorial de inscrição podem ser encontrados através deste link.

Dúvidas poderão ser esclarecidas exclusivamente por e-mail, no endereço premiodh@anamatra.org.br ou por WhatsApp, no número (61) 99995-9503. Este número será utilizado exclusivamente para respostas via aplicativo e funcionará de segunda à sexta-feira, das 10h às 17h.

O objetivo da Anamatra com a iniciativa é valorizar as ações e atividades desenvolvidas no Brasil, realizadas por pessoas físicas e jurídicas que estejam comprometidas e que promovam, efetivamente, a defesa dos direitos humanos no mundo do trabalho.

Leia também!

“Costumamos reclamar do SUS. Mas é bom saber como era antes. A esmagadora maioria de brasileiros não tinha nenhuma cobertura de saúde”

"Costumamos reclamar do SUS. Mas é bom saber como era antes. A esmagadora maioria de brasileiros não tinha nenhuma

Read More...

Servidores reagem ao teletrabalho: “Querem produtividade sem dar condições”

Minutos após o anúncio do Ministério da Economia de que vai expandir o teletrabalho de servidores públicos federais, mesmo

Read More...

A importância do SUS

Já havia razões de sobra para que todos os brasileiros pudessem se orgulhar do Sistema Único de Saúde (SUS),

Read More...

Mobile Sliding Menu