Auditor fiscal do Trabalho necessita de maior proteção e adaptação no momento de trabalho remoto

Agência Servidores, Entidades em Ação, Entrevistas, Pelo País

Em entrevista exclusiva à Agência Servidores, o vice-presidente do Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais do Trabalho (SINAIT), Carlos Silva, falou sobre a necessidade de liberação e adaptação no trabalho remoto dos auditores, as dificuldades com as tarefas que não podem ser realizadas remotamente, e a omissão do governo federal na gestão da pandemia.

Carlos diz que o governo federal não tem sido omisso apenas na implantação de um plano de imunização, mas também “declaradamente omisso na gestão de seus trabalhadores”. Ele denuncia a falta de equipamentos de proteção adequados para a situação da pandemia do novo coronavírus.

Silva também destaca uma classe de trabalhadores que não vêm sido bem cuidada nesse momento de extrema atenção sanitária: Os profissionais da coleta de lixo. O vice-presidente relata que esta categoria faz seu trabalho “completamente desprotegida”, pois atualmente a carga de lixo possui “um risco biológico que não se conhecia antes” da pandemia.

 

Assista a entrevista completa logo abaixo:

 

Leia também!

Servidores do Ministério da Saúde vacinam garimpeiros contra Covid em troca de ouro, afirma líder Yanomami

A Hutukura Associação Yanomami afirma que há suspeita de que servidores da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), órgão

Read More...

Câmara do Rio de Janeiro aprova aumento da alíquota de 11% para 14% para servidores municipais

Por 23 votos a 22, a Câmara dos Vereadores do Rio aprovou na noite de ontem, em discussão final,

Read More...

Servidores precisam atualizar dados bancários no Sigepe para receber salário

Entre novembro de 2019 e de 2020, os bancos fecharam 1.444 agências no Brasil, volume 78% maior que nos

Read More...

Mobile Sliding Menu