Cadastro Base do Cidadão soluciona meio bilhão de demandas anuais do SUS

Pelo País, Serviço Público

Meio bilhão de demandas anuais do Sistema Único de Saúde (SUS) já são solucionadas com a utilização do Cadastro Base do Cidadão, que é a referência indicativa para que órgãos federais encontrem os dados biográficos necessários, e prestem mais rapidamente os serviços solicitados pelo cidadão.

Essa quantidade de solicitações refere-se a 17 serviços do Ministério da Saúde. Entre eles, por exemplo, está parte do que é demandado pela população no programa Farmácia Popular, no Calendário Nacional de Vacinação e o funcionamento da Lista Nacional de Transplantes.

Para o governo, com a digitalização, o usuário deixa de peregrinar de órgão em órgão público preenchendo informações repetidamente a cada solicitação de serviço. “Esta imagem é o que queremos abolir: a do cidadão prestando as mesmas informações cada vez que tenta obter algum dos 3,7 mil serviços do governo federal, como a carteira de trabalho, carteira de motorista, aposentadoria, seguro-desemprego ou auxílio-maternidade”, ressalta a diretora do Departamento de Governança de Dados e Informação da Secretaria de Governo Digital, Fabiana Cruvinel.

Também é gerada economia aos cofres públicos devido ao contrato agora centralizado pela Secretaria de Governo Digital. O Ministério da Saúde, por exemplo, contabiliza queda de R$ 100 mil para R$ 12 mil no gasto anual com a obtenção de dados de outros órgãos federais para aplicação de políticas públicas.

A partir de agora, cada órgão do governo federal que utiliza o Cadastro Base do Cidadão, vai economizar, pois não precisa realizar contrato próprio para obter acesso a dados, como o CPF na base da Receita Federal. Desde janeiro deste ano, 27 órgãos federais já aderiram a essa solução.

Confira os serviços do SUS que já funcionam com o Cadastro Base do Cidadão

  • Acompanhamento das informações relativas ao câncer de mama e colo do útero;
  • Alternativa de acesso aos medicamentos considerados essenciais;
  • Calendário Nacional de Vacinação;
  • Consultar estabelecimentos de saúde próximos à sua localização;
  • Consultar a posição na lista de transplantes;
  • Denunciar o lançamento indevido de medicamentos em seu nome;
  • Dispensação de medicamentos de alto custo;
  • Disponibilização de informações pessoais e clínicas contidas em 12 sistemas, entre eles: CADSUS, CNES,SNT, SISREG e-SUS AB e Hemovida;
  • Gerenciamento de todo complexo regulatório, através de módulos que permitem desde inserção da oferta até a solicitação, pela rede básica, de consultas,exames e procedimentos na média e alta complexidade, bem como a regulação de leitos hospitalares (o objetivo é a maior organização e controle do fluxo de acesso aos serviços de saúde, otimização na utilização dos recursos assistenciais e humanização no atendimento);
  • Lista de medicamentos que foram recebidos pelo programa Aqui tem Farmácia Popular;
  • Medicamentos com até 90% de desconto indicados para dislipidemia (colesterol alto), rinite, Parkinson, osteoporose e glaucoma;
  • Monitorar o agendamento de exames e procedimentos controlados pelo SISREG (sistema de regulação) e pelo e-SUS AB (atenção básica);
  • Oferecer anticoncepcionais e fraldas geriátricas por meio do sistema de copagamento;
  • Ofertar medicamentos gratuitos para hipertensão (pressão alta), diabetes e asma;
  • Possibilitar o gerenciamento de medicamentos e gestão de almoxarifado em municípios, estados e no âmbito federal;
  • Registrar a distribuição do medicamento ou produto para a saúde;
  • Registrar a entrada de medicamentos e produtos para a saúde no almoxarifado.

 

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA: Correio Braziliense

Leia também!

I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do SUS foi realizado

No dia 24 de maio de 2022 ocorreu o evento live "I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do

Read More...

Transição Energética foi tema de evento realizado pela Agência Servidores

Mas afinal, o que falta para o Brasil estar acelerado de fato na transição energética ?  Esse foi o

Read More...

Reforma tributária: Sindireceita acompanha leitura de novo relatório da PEC 110 no Senado

O diretor de Assuntos Parlamentares do Sindireceita, Sergio Castro acompanhou, na manhã desta quarta-feira, dia 23, na Comissão de

Read More...

Mobile Sliding Menu