Câmara de Vereadores aprova reajustes para os servidores da prefeitura de Jaraguá do Sul-SC

Carreira, Nas Câmaras Municipais

Com votos contrários do vereador Rodrigo Livramento (Novo), foram aprovados dois projetos de lei concedendo a revisão geral anual para servidores da Câmara de Vereadores e da prefeitura de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina. Os servidores ativos e inativos da Câmara, será concedida a contar de 1º de abril, a revisão dos vencimentos, relativa ao período de abril de 2020 a março de 2021, correspondente ao percentual acumulado do IPCA deste período. Os vereadores não terão o aumento.

Também fica concedida revisão geral de 7,42% sobre a folha de pagamento do mês de março de 2021, auferida no mês de abril de 2021 e paga no mês de maio de 2021, por conta das perdas acumuladas do período de abril de 2019 a janeiro de 2021, aos vencimentos, proventos, subsídios (exceto prefeito e vice-prefeito), cargos em comissão e funções de confiança dos servidores que integram o quadro do pessoal da Administração Direta, das Autarquias e da Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama), estatutários e celetistas, ativos, inativos e pensionistas.

O projeto define que o valor máximo do auxílio alimentação concedido pelo município de Jaraguá do Sul aos servidores por dia trabalhado, por 40h, por faixa remuneratória, será de R$ 21,00. Os servidores com remuneração mensal até R$ 3.887,90, o percentual é de 100% e, para servidores com remuneração mensal de R$ 3.887,90 até R$ 6.219,70, o percentual de 40%.

 

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA: Jornal do Vale do Itapocu

Leia também!

Servidores precisam atualizar dados bancários no Sigepe para receber salário

Entre novembro de 2019 e de 2020, os bancos fecharam 1.444 agências no Brasil, volume 78% maior que nos

Read More...

Servidores públicos salvam o Brasil

Confira o artigo de Nylo Sérgio, presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Goiás (Sindipúblico): "Enquanto

Read More...

Governo Bolsonaro é alvo de 709 denúncias de ameaças, perseguições e constrangimentos a servidores

O governo Bolsonaro já foi alvo de 709 denúncias de assédio institucional. O levantamento é feito desde o ano passado

Read More...

Mobile Sliding Menu