Câmara do Rio quer antecipação do 13° salário para servidores públicos

Nas Câmaras Municipais, Pelo País, Serviço Público

A Câmara do Rio vota nesta terça-feira (dia 14) o projeto de lei (n°1.724/20) que determina medidas para os servidores durante a pandemia do coronavírus. Uma das propostas prevê a antecipação para os meses de abril e maio, do pagamento das parcelas do décimo-terceiro de todos os servidores públicos municipais, ativos, pensionistas e aposentados. A autoria é do vereador Leonel Brizola (Psol).

Também é proposta a concessão de isenção, pelo Poder Executivo, de tributos e taxas municipais a taxistas, microempreendedores individuais, sociedades individuais de advocacia e pequenas empresas. E ainda a isenção às famílias com renda per capita (por pessoa) de até um salário-mínimo da contribuição para iluminação Pública, da taxa de lixo e do IPTU, enquanto durar a calamidade pública.

O vereador afirma que o objetivo do projeto é utilizar o aparato do poder público municipal, naquilo que lhe compete (notadamente antecipação de gastos, renúncia fiscal e prorrogação de programas sociais), para estimular a dinâmica econômica da cidade, além de oferecer, na medida do possível, um respiro financeiro para determinados setores em decorrência do enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

 

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA: Extra

Leia também!

Educação brasileira precisa de liderança para vencer crise

A deputada federal Professora Rosa Neide (PT-MT) conversou com a Agência Servidores a respeito da crise que vive a

Read More...

Estudo do Sindireceita estima que desemprego no Brasil é o dobro do que afirma o governo

O Presidente do Sindicato Nacional dos Analistas Tributários da Receita Federal do Brasil (Sindireceita), Geraldo Seixas, conversou com a

Read More...

Câmara aprova PEC, e Eleições Municipais 2020 são adiadas para novembro

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (1º), em dois turnos, a Proposta de Emenda à Constituição

Read More...

Mobile Sliding Menu