Ciência e Tecnologia pedem socorro em plena pandemia

Agência Servidores, Entrevistas

O tecnologista, historiador e mestre em história política e social pela UERJ, José Benito conversou com a Agência Servidores sobre os problemas do setor. Ele é diretor da Ascon-RJ, que representa os servidores dos institutos de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Informática – MCTI. Benito atua no Museu de Astronomia e Ciências Afins – MAST – no Rio e diz que a falta de incentivo, de políticas claras e de recursos, pode ser fatal para o setor.

José Benito explica que a maior parte dos cientistas brasileiros já poderia estar aposentado. E que se não houver uma renovação nesse quadro, tudo o que foi construído até aqui em conhecimento poderá ser perdido.

Ele, no entanto, acredita que a crise do coronavírus pode fazer com que as autoridades despertem para a necessidade de mais investimentos na educação, em renovação de pessoal e no financiamento da pesquisa no país.

Assista a entrevista completa logo abaixo:

Leia também!

“Costumamos reclamar do SUS. Mas é bom saber como era antes. A esmagadora maioria de brasileiros não tinha nenhuma cobertura de saúde”

"Costumamos reclamar do SUS. Mas é bom saber como era antes. A esmagadora maioria de brasileiros não tinha nenhuma

Read More...

Servidores reagem ao teletrabalho: “Querem produtividade sem dar condições”

Minutos após o anúncio do Ministério da Economia de que vai expandir o teletrabalho de servidores públicos federais, mesmo

Read More...

A importância do SUS

Já havia razões de sobra para que todos os brasileiros pudessem se orgulhar do Sistema Único de Saúde (SUS),

Read More...

Mobile Sliding Menu