Covid-19: Servidores e ministros ignoram uso de máscara no Palácio do Planalto

Campanhas, No Governo

Máscara no queixo que nada, no Palácio do Planalto informalmente já foi normalizada a dispensa total dela. Quando se chega na sede do governo federal, isso já fica evidente: nem todas as recepcionistas e seguranças utilizam o adereço.

Isso tem chamado a atenção de alguns visitantes. Enquanto isso, diversos servidores têm entrado e saído do prédio sem nenhuma preocupação com o objeto. A maioria dos ministros que visitam o Planalto segue o mesmo entendimento sobre o item.

Nesta segunda-feira (9), não foi diferente. O presidente Jair Bolsonaro e a primeira-dama, Michelle, abraçaram diversas pessoas, inclusive algumas que tentaram se desvencilhar, durante a entrega de homenagens na solenidade do programa Pátria Voluntária.

O desprezo com o uso do equipamento que ajuda a evitar a proliferação do coronavírus é uma constante do governo Bolsonaro desde o início da pandemia, em março deste ano. O presidente já disse que a eficácia da máscara é “quase nula”.

A fala contraria o que diz toda classe médica e científica, com base em estudos. Em agosto, o Congresso derrubou o veto de Bolsonaro ao texto que obriga a população a usar máscaras enquanto durar o estado de calamidade pública em função da pandemia da Covid-19.

É lei, mas depende…

No Distrito Federal, o uso do item de proteção é obrigatório em áreas públicas desde o dia 30 de abril. Caso contrário, o cidadão está sujeito a multa de R$ 2.000 e pode responder pelo crime de infração de medida sanitária, cuja pena pode chegar a um ano de prisão.

No entanto, por diversas vezes, o presidente fez aparições públicas, inclusive em manifestações antidemocráticas, sem o uso do equipamento.

 

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA: O Tempo

Leia também!

Servidores da Agência Nacional de Mineração ameaçam parar fiscalização de barragens

A equipe de segurança de barragens da Agência Nacional de Mineração (ANM) avisou à diretoria do órgão regulador no

Read More...

Frente parlamentar lança estudo que explica pontos da reforma administrativa que afetam os atuais servidores

A Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil) lançou o estudo "O impacto da Reforma Administrativa

Read More...

STF rejeita pedido de suspensão da PEC que acaba com a estabilidade de servidores

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou, nesta terça-feira, pedido feito em ação para suspender

Read More...

Mobile Sliding Menu