Deputado Federal Jerônimo Goergen (PP-RS): “Governo não tem proposta de reforma tributária”

Agência Servidores, Entrevistas

Em entrevista à Agência Servidores nesta segunda-feira, 3, o deputado federal Jerônimo Goergen (Progressistas-RS) critica a proposta de reforma tributária encaminhada ao Congresso Nacional pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. “Não vai ter redução de carga tributária”, afirma o parlamentar que relatou a Lei da Liberdade Econômica, aprovada pelo Congresso em 2019.

Sobre os trabalhos da Câmara e do Senado em meio à pandemia, o deputado avalia que, “no aspecto legislativo, funciona”, mas a “qualidade legislativa não é a mesma”.

Para Jerônimo, faltaram estratégia e liderança para o enfrentamento da crise causada pela pandemia: “O Brasil gastou muito dinheiro e perdeu muitas vidas. Foi tudo mal organizado”.

Ao criticar a “generalização”, o deputado do Progressistas gaúcho afirma que é preciso “separar e ver quem são os servidores públicos ‘privilegiados’”. Defende também a medição da produtividade dos servidores “para premiar aqueles que fazem a diferença e não só punir”.

Na entrevista, o deputado também fala sobre a relação com a base de eleitores em meio à pandemia, a aprovação de sua emenda que garante o saque do FGTS durante período em que o funcionário teve redução proporcional de jornada e salário ou a suspensão do contrato de trabalho, entre outros temas.

Assista a entrevista completa logo abaixo:

 

Leia também!

I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do SUS foi realizado

No dia 24 de maio de 2022 ocorreu o evento live "I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do

Read More...

Transição Energética foi tema de evento realizado pela Agência Servidores

Mas afinal, o que falta para o Brasil estar acelerado de fato na transição energética ?  Esse foi o

Read More...

Reforma tributária: Sindireceita acompanha leitura de novo relatório da PEC 110 no Senado

O diretor de Assuntos Parlamentares do Sindireceita, Sergio Castro acompanhou, na manhã desta quarta-feira, dia 23, na Comissão de

Read More...

Mobile Sliding Menu