É hora de repensar o Estado brasileiro, rebate ANFIP em live com líder do governo

Agência Servidores, Entidades em Ação, Live, No Congresso

As ações do governo no combate ao coronavírus, com foco na importância da Seguridade Social e dos servidores públicos, foi o tema da Live Série ANFIP, realizada nesta quarta-feira (6/5), com participação do líder do governo na Câmara, o deputado federal Vitor Hugo (PSL/GO). A série de debates ao vivo é uma parceria entre a Agência Servidores e a ANFIP.

Pela ANFIP, participaram o presidente Décio Bruno Lopes, o vice-presidente Executivo, Mário Humberto Gheller, e o assessor de Estudos Socioeconômicos, Vilson Antonio Romero. Como convidado, também esteve no debate o presidente do Fórum das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), Rudinei Marques.

Ao defender o modelo de Seguridade Social do Brasil, Décio Lopes ressaltou que “se não fossem os sistemas de proteção social, já arraigados na legislação brasileira, na Constituição Federal especificamente, agora estaríamos com muito mais dificuldades”.

O presidente da ANFIP também criticou a forma como o governo tem cobrado do servidor público a fatura da crise em que o país se encontra, como se fosse ele o causador dos problemas do Estado. “Este, talvez, seja o momento de repensar o Estado brasileiro, os programas de proteção social e a importância do serviço público e dos servidores para que o Estado consiga prestar os serviços à população e cumprir com aquilo que é sua função constitucional”, afirmou Décio Lopes.

Ele acrescentou ainda: “Não será a diminuição do Estado, a política ultraliberal, com redução do Estado a Estado mínimo, com o servidor público sendo massacrado, que vamos chegar a uma situação ótima de Estado. Nesses termos, vem a seguinte questão: se estamos nessa crise, com a necessidade de o Estado repassar recursos para a atividade econômica, para as ações dos estados e municípios, como será o dia depois? Será que, após passada essa crise, o servidor será de novo chamado a pagar a conta que não contribuímos para que ela existisse?”.

No debate, o deputado Vitor Hugo ressaltou que “o governo tem uma agenda liberal, que é preocupada com os gastos públicos”. Ele falou das ações do Executivo no combate à pandemia da Covid-19, das proposições que tramitam no Congresso Nacional para enfrentamento da crise e adiantou pontos de interesse do atual governo na Reforma Administrativa. “O governo quer enxugar a máquina pública”, disse.

Assista abaixo a íntegra da live, também disponível nas páginas da Agência Servidores e da ANFIP, no Facebook e Youtube:

Você também pode acessar o conteúdo em áudio, pelo Soundcloud:

https://soundcloud.com/user-457016924/5-live-anfip-acoes-do-governo-no-combate-ao-coronavirus

 

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA: ANFIP

Leia também!

I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do SUS foi realizado

No dia 24 de maio de 2022 ocorreu o evento live "I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do

Read More...

Transição Energética foi tema de evento realizado pela Agência Servidores

Mas afinal, o que falta para o Brasil estar acelerado de fato na transição energética ?  Esse foi o

Read More...

Reforma tributária: Sindireceita acompanha leitura de novo relatório da PEC 110 no Senado

O diretor de Assuntos Parlamentares do Sindireceita, Sergio Castro acompanhou, na manhã desta quarta-feira, dia 23, na Comissão de

Read More...

Mobile Sliding Menu