Estamos na iminência de um apagão no serviço público”, afirma presidente do FONACATE

Entidades em Ação

Com Assessoria Fonacate.

As declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, que na última sexta-feira (7/02) chamou os servidores públicos de “parasitas” renderam boa parte dos debates realizados durante a Assembleia Geral Extraordinária do Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate), na tarde desta terça-feira (11).

Para o presidente do Fórum, Rudinei Marques, o ministro externou o que pensa o atual governo: Estado mínimo, terceirizados em áreas importantes como fiscalização, controles interno e externo e combate à corrupção e, claro, a precarização do atendimento à população.

O ataque ao funcionalismo também vem por meio do Plano Mais Brasil, composto pela PEC Emergencial (186/2019), a PEC da Revisão dos Fundos (187/2019) e a PEC do Pacto Federativo (188/2019), que propõem, dentre outros pontos, a redução de até 25% da jornada do servidor, com corte proporcional dos vencimentos, congelamento de progressões e concursos públicos e diversos entraves aos serviços públicos.

“Estamos na iminência de um apagão no serviço público. Ou nos unimos e vamos para o embate ou vamos ver o Congresso e o governo acabarem com nossas carreiras”, disse Marques, lembrando que vem por aí ainda uma reforma administrativa para acabar com a estabilidade dos servidores, além de baixar os salários iniciais.

A data de 18 de março já foi aprovada como o dia nacional em defesa do serviço público. Durante a Assembleia, os membros do Fonacate debateram ideias para levar os servidores e a população às ruas.

Outro ponto deliberado foi para fortalecer o trabalho parlamentar e convencer os deputados e senadores a não aprovarem as PECs 186, 187 e 188/2019. “Para além disso, vamos começar a realizar debates nos Estados sobre essas propostas e conversar com deputados e senadores e os servidores em suas respectivas bases”, explicou Francelino Valença, da afiliada Fenafisco, que coordena a Comissão Parlamentar do Fonacate.

Na reunião, as entidades que compõem o Fórum parabenizaram a diretoria pela decisão de denunciar o ministro Paulo Guedes na Comissão de Ética da Presidência da República. No documento, o Fonacate pede que seja instaurado inquérito para apuração de violações do ministro ao Código de Conduta da Alta Administração Pública e ao Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal.

Conferência – E na linha de defesa do funcionalismo, o Fonacate realiza dias 28 e 29 de abril a 6ª Conferência Nacional das Carreiras de Estado, com a temática “O futuro do serviço público no Brasil”.

O evento, que será realizado no Centro de Convenções Brasil 21, em Brasília/DF, vai discutir caminhos para a qualidade e eficiência dos serviços públicos; governança, desempenho e produtividade; organização pública e desenvolvimento inclusivo, e muito mais.

A programação completa será divulgada em breve. E as inscrições começam em março.

Fonte – Site Fonacate –

http://fonacate.org.br/v2/noticia/assembleia-estamos-na-iminencia-de-um-apagao-no-servico-publico-afirma-presidente-do-fonacate/

Leia também!

I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do SUS foi realizado

No dia 24 de maio de 2022 ocorreu o evento live "I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do

Read More...

Transição Energética foi tema de evento realizado pela Agência Servidores

Mas afinal, o que falta para o Brasil estar acelerado de fato na transição energética ?  Esse foi o

Read More...

Reforma tributária: Sindireceita acompanha leitura de novo relatório da PEC 110 no Senado

O diretor de Assuntos Parlamentares do Sindireceita, Sergio Castro acompanhou, na manhã desta quarta-feira, dia 23, na Comissão de

Read More...

Mobile Sliding Menu