Falta equipamento para trabalhadores na saúde em Minas Gerais

Agência Servidores, Entrevistas

A Diretora Executiva do Sind-Saúde MG (Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Minas Gerais), Neuza Freitas, conversou com a Agência Servidores sobre a situação da pandemia do novo coronavírus. Ela contesta a propaganda do governo mineiro de que o estado vive uma situação tranquila. Segundo Neuza, o que vem sendo apresentado não é verdadeiro e os principais hospitais da rede pública sofrem com carência de estrutura, de equipamentos e, especialmente, com a falta de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual).

Neuza destaca que Belo Horizonte vive uma situação menos caótica, porque o prefeito fez frente ao governador e conseguiu cumprir as orientações da OMS e outras autoridades sanitárias, garantindo o necessário distanciamento social. Mas a situação em outros municípios não é tranquila, e muitos voltam à normalidade com enormes riscos para as populações.

Ela também acusa o governo do estado de ter montado um gigantesco hospital de campanha sem a menor estrutura. Com camas da década de oitenta, que sequer podem subir as cabeceiras. Enquanto esse hospital vazio serve para a propaganda, ela garante que “as camas estão todas cobertas para as imagens, enquanto faltam lençóis para os pacientes internados nos hospitais que funcionam”.

Acompanhe a entrevista completa aqui:

Leia também!

I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do SUS foi realizado

No dia 24 de maio de 2022 ocorreu o evento live "I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do

Read More...

Transição Energética foi tema de evento realizado pela Agência Servidores

Mas afinal, o que falta para o Brasil estar acelerado de fato na transição energética ?  Esse foi o

Read More...

Reforma tributária: Sindireceita acompanha leitura de novo relatório da PEC 110 no Senado

O diretor de Assuntos Parlamentares do Sindireceita, Sergio Castro acompanhou, na manhã desta quarta-feira, dia 23, na Comissão de

Read More...

Mobile Sliding Menu