Fenafisco repudia fala de Guedes sobre corte em salário de servidores

Carreira, Entidades em Ação, No Governo

A Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco) repudiou a fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre a necessidade do corte da jornada de trabalho e de salário dos servidores públicos para implementação do programa Renda Cidadã. Para a entidade, a saída seria “tributar os super-ricos”, sem mexer no funcionalismo público.

“É importante ressaltar que existem inúmeras formas de arrecadação para o Estado que poderiam financiar o gasto com o necessário programa social. A criação de novas alíquotas de Imposto de Renda para pessoas físicas que recebem as mais altas rendas possibilita, por si só, incremento de R$ 158 bilhões ao ano, como demonstramos no documento ‘Tributar os super-ricos para reconstruir o país’”, diz a nota.

A coluna Painel, da Folha de S.Paulo, afirmou na quinta-feira (12) que, nos bastidores, Guedes tem defendido o corte de salários de servidores para criar o programa Renda Cidadã. Segundo ele, o projeto depende diretamente da contenção de reajustes automáticos para o funcionalismo.

Segundo o Fenafisco, o valor é suficiente para aumentar em cinco vezes o Bolsa Família, ampliando o alcance desse importante programa para dezenas de milhões de brasileiros que continuam desassistidos por políticas sociais.

“Afirmar que os servidores são os responsáveis pelo rombo fiscal é ignorar o esforço diário e a importância dos funcionários públicos para a manutenção dos serviços essenciais país afora. Ao propor a redução de 25% da jornada de trabalho e salário dos servidores, como previsto na PEC Emergencial, o governo não leva em consideração a redução da arrecadação pelos órgãos do governo e muito menos os efeitos nocivos aos mais pobres, que dependem do serviço e dos servidores públicos para ter um atendimento decente”, pontua a entidade.

 

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA: Metrópoles

Leia também!

Servidores da Agência Nacional de Mineração ameaçam parar fiscalização de barragens

A equipe de segurança de barragens da Agência Nacional de Mineração (ANM) avisou à diretoria do órgão regulador no

Read More...

Frente parlamentar lança estudo que explica pontos da reforma administrativa que afetam os atuais servidores

A Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil) lançou o estudo "O impacto da Reforma Administrativa

Read More...

STF rejeita pedido de suspensão da PEC que acaba com a estabilidade de servidores

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou, nesta terça-feira, pedido feito em ação para suspender

Read More...

Mobile Sliding Menu