Governo Bolsonaro é alvo de 709 denúncias de ameaças, perseguições e constrangimentos a servidores

Ações, No Governo, Pelo País

O governo Bolsonaro já foi alvo de 709 denúncias de assédio institucional.

O levantamento é feito desde o ano passado pela Associação dos Servidores do Ipea (Afipea) e a Articulação Nacional das Carreiras para o Desenvolvimento Sustentável (Arca).

Segundo a pesquisa, o assédio institucional abrange ameaças, perseguições e constrangimentos a servidores públicos, por meio de regras administrativas ou declarações públicas.

Essa classificação guarda semelhanças com o assédio moral.

A prática foi identificada com mais recorrência no Ministério da Defesa, com 22 denúncias; Fundação Nacional do Índio (Funai), com 11; e Ministério da Saúde, com sete registros.

Confira aqui a publicação da Afipea.

 

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA: Época

Leia também!

Evento Live das Carreiras Públicas do SUS – Nesta terça, 8h30

No próximo dia 24 de maio ocorrerá de forma live o evento "Encontro de Lideranças das Carreiras Públicas do

Read More...

Transição Energética foi tema de evento realizado pela Agência Servidores

Mas afinal, o que falta para o Brasil estar acelerado de fato na transição energética ?  Esse foi o

Read More...

Reforma tributária: Sindireceita acompanha leitura de novo relatório da PEC 110 no Senado

O diretor de Assuntos Parlamentares do Sindireceita, Sergio Castro acompanhou, na manhã desta quarta-feira, dia 23, na Comissão de

Read More...

Mobile Sliding Menu