Governo do Paraná anuncia suspensão de reajuste salarial aos servidores públicos em 2021

Entidades em Ação, No Governo, Serviço Público

O Governo do Paraná informou que o reajuste salarial dos servidores estaduais, previsto para janeiro em 1,5%, não será feito.

A decisão considera que há incapacidade financeira do estado em pagar o reajuste por questão orçamentária, segundo despacho assinado pelo governador Ratinho Junior (PSD), na sexta-feira (8).

Além disso, o governo ressaltou efeitos negativos da pandemia da Covid-19 aos cofres do estado. O documento foi encaminhado à Secretaria de Estado de Administração e Previdência (Seap).

Segundo os argumentos do governo, o orçamento de 2021 do Paraná não suporta os gastos com os servidores, e o custo do reajuste seria de cerca de R$ 237 milhões.

Ainda segundo o governo, o orçamento previsto para 2021 não é suficiente para cobrir todas as despesas de reajuste, além de gastos com pessoal, que correspondem a cerca de R$ 1,3 bilhão.

O governador também destacou que os pagamentos de progressões e promoções de carreira representam cerca de R$ 350 milhões.

Após o anúncio de sexta-feira, a Seap disse que “a suspensão de reajustes promovida pelo governo do estado tem como objetivo atender às exigências do governo federal, no que se refere ao repasse de recursos durante a pandemia”.

O Governo do Paraná chegou a tentar congelar os salários dos servidores até dezembro de 2021, durante a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) no ano passado, na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

Entretanto, a proposta foi recusada pelos deputados estaduais.

Categoria contesta revogação

O Fórum das Entidades Sindicais (FES) do Paraná informou que lamenta a decisão do governador e disse que a suspensão tomada por Ratinho Júnior descumpre o que foi aprovado em lei.

A categoria disse ainda que está aberta a realizar negociação.

A Seção Sindical dos Docentes da Unidade Estadual de Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, classificou a medida anunciada pelo governo como “calote”.

O sindicato afirmou que “o reajuste devido pelo estado do Paraná aos servidores já totaliza defasagem de cerca de 20% desde 2016”.

 

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA: G1

Leia também!

Servidor não deve devolver valores pagos a mais por erro da administração

Quando a administração pública interpreta erroneamente uma lei, resultando em pagamento indevido ao servidor, cria-se uma falsa expectativa de

Read More...

Representantes da Conacate levam preocupações sobre a reforma administrativa ao governo federal

Representantes da Confederação Nacional das Carreiras e Atividades Típicas de Estado (Conacate) se reuniram nesta quarta-feira (20) com representantes

Read More...

Servidores da Prefeitura do Rio de Janeiro ainda esperam pelo 13º salário

Servidores da Prefeitura do Rio ainda esperam que o município pague o 13º salário de 2020. Em dezembro, com

Read More...

Mobile Sliding Menu