Ministério da Economia diz para servidores “se comportarem” nas redes sociais

No Governo, Serviço Público

Puxão de orelha Servidores do Ministério da Economia se surpreenderam nos últimos dias com uma orientação enviada pela pasta sugerindo que se comportassem nas redes sociais. O recado, que citava liberdade de expressão, foi encaminhado pela comissão de ética do órgão.

Tenha modos “Nossas imagens pessoal e profissional estão conectadas: seja no WhatsApp, Facebook, Twitter, quem vê seu perfil nas redes sociais está vendo também comentários, fotos e informações de um agente público. As redes sociais são úteis, mas devemos usá-las com cuidado”, diz a mensagem.

Mensageiro Procurado, o Ministério da Economia afirmou que a publicação foi feita por sua comissão de ética, mas era um pedido da Presidência, que não respondeu aos questionamentos da coluna. Os servidores se sentiram incomodados porque Bolsonaro disse na quinta-feira (4) que a liberdade de expressão tem de ser para todos.

 

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA: Folha de S. Paulo

Leia também!

I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do SUS foi realizado

No dia 24 de maio de 2022 ocorreu o evento live "I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do

Read More...

Transição Energética foi tema de evento realizado pela Agência Servidores

Mas afinal, o que falta para o Brasil estar acelerado de fato na transição energética ?  Esse foi o

Read More...

Reforma tributária: Sindireceita acompanha leitura de novo relatório da PEC 110 no Senado

O diretor de Assuntos Parlamentares do Sindireceita, Sergio Castro acompanhou, na manhã desta quarta-feira, dia 23, na Comissão de

Read More...

Mobile Sliding Menu