Ministro Paulo Guedes é condenado por chamar servidores públicos de “parasitas, assaltantes e preguiçosos”

Ações, Judiciário, No Governo, Serviço Público

A Justiça Federal condenou o ministro da Economia, Paulo Guedes, a pagar uma indenização de R$ 50 mil por ofender e agredir verbalmente a categoria de servidores públicos. Em fevereiro de 2020, Guedes comparou servidores a parasitas em uma palestra na Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo.

“O hospedeiro está morrendo, o cara virou um parasita, o dinheiro não chega no povo e ele quer aumento automático”, afirmou na ocasião. Ele também pediu que eles “não assaltem o Brasil, quando o gigante está de joelhos e eles em casa com geladeira cheia”.

A sentença foi proferida pela juíza Cláudia da Costa Tourinho Scarpa, da 4ª Vara Federal da Bahia, que acatou o pedido do Sindicato dos Policiais Federais do Estado (Sindipol-BA). Em sua análise, a magistrada afirmou que Guedes havia violado “os direitos da personalidade dos integrantes da categoria profissional representada por este ente sindical, por meio dos seus pronunciamentos”.

Claudia Tourinho destacou, ainda, que o ministro “atacou – despropositadamente – a categoria dos servidores públicos” e que suas manifestações “excederam os limites estabelecidos pelos bons costumes, pois não se espera que um Ministro de Estado ofenda os próprios agentes estatais”. Ela reforça que “tais pronunciamentos violaram a honra e a imagem dos servidores públicos, que – por meio de eufemismos – foram rotulados de parasitas, assaltantes e preguiçosos.

 

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA: Sindilegis

Leia também!

I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do SUS foi realizado

No dia 24 de maio de 2022 ocorreu o evento live "I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do

Read More...

Transição Energética foi tema de evento realizado pela Agência Servidores

Mas afinal, o que falta para o Brasil estar acelerado de fato na transição energética ?  Esse foi o

Read More...

Reforma tributária: Sindireceita acompanha leitura de novo relatório da PEC 110 no Senado

O diretor de Assuntos Parlamentares do Sindireceita, Sergio Castro acompanhou, na manhã desta quarta-feira, dia 23, na Comissão de

Read More...

Mobile Sliding Menu