Nenhum sistema privado atende as demandas de saúde pública em momentos de crise

Agência Servidores, Entrevistas, Pelo País, Serviço Público

#nossosusevento

O SUS foi criado para atender de forma gratuita e igualitária o cidadão brasileiro em qualquer local do país. E a pandemia mostra que a sociedade não pode viver dividida entre quem tem acesso à saúde e quem não tem.

São observações de Paulo Garrido, Presidente da ASFOC – Sindicato dos Trabalhadores da Fiocruz – ao comentar suas preocupações com as fontes de financiamento do SUS, diante de sua importância para todos. Ele ressalta: “O SUS faz parte de políticas de Estado e não deste ou daquele Governo”.

Assista entrevista completa:

Leia também!

“Costumamos reclamar do SUS. Mas é bom saber como era antes. A esmagadora maioria de brasileiros não tinha nenhuma cobertura de saúde”

"Costumamos reclamar do SUS. Mas é bom saber como era antes. A esmagadora maioria de brasileiros não tinha nenhuma

Read More...

Servidores reagem ao teletrabalho: “Querem produtividade sem dar condições”

Minutos após o anúncio do Ministério da Economia de que vai expandir o teletrabalho de servidores públicos federais, mesmo

Read More...

A importância do SUS

Já havia razões de sobra para que todos os brasileiros pudessem se orgulhar do Sistema Único de Saúde (SUS),

Read More...

Mobile Sliding Menu