Nenhum sistema privado atende as demandas de saúde pública em momentos de crise

Agência Servidores, Entrevistas, Pelo País, Serviço Público

#nossosusevento

O SUS foi criado para atender de forma gratuita e igualitária o cidadão brasileiro em qualquer local do país. E a pandemia mostra que a sociedade não pode viver dividida entre quem tem acesso à saúde e quem não tem.

São observações de Paulo Garrido, Presidente da ASFOC – Sindicato dos Trabalhadores da Fiocruz – ao comentar suas preocupações com as fontes de financiamento do SUS, diante de sua importância para todos. Ele ressalta: “O SUS faz parte de políticas de Estado e não deste ou daquele Governo”.

Assista entrevista completa:

Leia também!

STF rejeita pedido de suspensão da PEC que acaba com a estabilidade de servidores

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou, nesta terça-feira, pedido feito em ação para suspender

Read More...

Após várias mortes por Covid-19, servidores do Incra dizem que retorno ao presencial é assédio, atentado à saúde pública e tentativa de assassinato

Por meio de nota, a diretoria da Confederação Nacional dos servidores do Incra (Cnasi) - tomando por base as

Read More...

Unicamp adia retorno de até 80% dos servidores e 50% dos alunos para “observar evolução da pandemia”

A Unicamp decidiu na última quarta-feira (18) adiar de 30 de novembro para 14 de dezembro a etapa 4

Read More...

Mobile Sliding Menu