Prefeitura de Maringá-PR rompe contrato com Sudamed, e servidores municipais ficam sem plano de saúde

Ações, No Governo

A Prefeitura de Maringá, no norte do Paraná, anunciou, na sexta-feira (14), que rompeu o contrato com a Sudamed, empresa que prestava os atendimentos médicos aos servidores.

Com a medida, mais de 30 mil pessoas, entre servidores municipais e dependentes, deixam de ter atendimento médico pelo plano de saúde da prefeitura, o Saúde Maringá (Sama).

A prefeitura informou, por meio de nota, que o município está em contato com empresas prestadoras de serviços de saúde para a assinatura de um contrato emergencial.

A RPC tenta contato com a empresa Sudamed. Até o momento, a Prefeitura de Maringá não esclareceu os motivos pelo rompimento do contrato.

De acordo com o município, em meio às mudanças, uma das preocupações é com as gestantes. Elas deverão procurar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Norte e, em caso de trabalho de parto, serão encaminhadas à Santa Casa para atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Nos demais casos de necessidade de serviços médicos, os servidores deverão buscar as UPAs e os hospitais Municipal e Universitário (HU), que têm condições de prestar atendimento, pelo SUS, conforme a prefeitura.

 

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA: G1

Leia também!

Evento Live das Carreiras Públicas do SUS – Nesta terça, 8h30

No próximo dia 24 de maio ocorrerá de forma live o evento "Encontro de Lideranças das Carreiras Públicas do

Read More...

Transição Energética foi tema de evento realizado pela Agência Servidores

Mas afinal, o que falta para o Brasil estar acelerado de fato na transição energética ?  Esse foi o

Read More...

Reforma tributária: Sindireceita acompanha leitura de novo relatório da PEC 110 no Senado

O diretor de Assuntos Parlamentares do Sindireceita, Sergio Castro acompanhou, na manhã desta quarta-feira, dia 23, na Comissão de

Read More...

Mobile Sliding Menu