Presidente do Sindilegis denuncia vilanização dos servidores na capa do Correio Braziliense

Entidades em Ação

O Sindilegis foi capa do jornal Correio Braziliense deste domingo (1º). Na nota, o presidente Petrus Elesbão saiu em defesa dos servidores públicos, denunciou a vilanização da categoria pelo Governo e condenou os danos que a Nova Previdência infligirá a todos os trabalhadores. A nota repercutiu tanto na versão impressa, tendo saído na capa do jornal, quanto online.

Confira na íntegra.

 

Remédio amargo

O presidente do Sindilegis, Petrus Elesbão, afirma que os trabalhadores do setor público foram transformados pelo governo Bolsonaro nos grandes vilões do país. “Parece que tudo de ruim que acontece no Brasil, os culpados são os servidores”, diz ele. “Não é que sejamos radicalmente contra certos ajustes na máquina pública. Alguma coisa tem que ser feita. Como também pensamos que o governo precisa apertar o cerco contra empresários maus pagadores, aqueles que devem bilhões aos cofres públicos”.

Argumentou também que a nova previdência, recém-aprovada, estrangula direitos adquiridos dos trabalhadores brasileiros. “E ainda vem aí a tal reforma administrativa. Outro ‘garrote vil’ na garganta de todos nós. E tudo sem diálogo, a toque de caixa. O remédio está sendo amargo demais”, reclama o sindicalista.

Fonte original da matéria – Site Sindilegis –

Presidente do Sindilegis denuncia vilanização dos servidores na capa do Correio Braziliense

Leia também!

I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do SUS foi realizado

No dia 24 de maio de 2022 ocorreu o evento live "I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do

Read More...

Transição Energética foi tema de evento realizado pela Agência Servidores

Mas afinal, o que falta para o Brasil estar acelerado de fato na transição energética ?  Esse foi o

Read More...

Reforma tributária: Sindireceita acompanha leitura de novo relatório da PEC 110 no Senado

O diretor de Assuntos Parlamentares do Sindireceita, Sergio Castro acompanhou, na manhã desta quarta-feira, dia 23, na Comissão de

Read More...

Mobile Sliding Menu