Servidores e entidades ainda podem reduzir os danos produzidos pela PEC Emergencial

Ações, Agência Servidores, Entrevistas, Pelo País

A aprovação da PEC Emergencial pelo Congresso continua provocando a indignação dos servidores públicos, onde vários itens da proposta atingiram fortemente os direitos da categoria. Em entrevista exclusiva à Agência Servidores, o assessor parlamentar Edinho Magalhães fala sobre as derrotas e as conquistas e faz uma análise das dificuldades  de negociação, causadas pela pandemia do novo coronavírus. Ele também aponta os próximos passos da Reforma Administrativa, cujo texto começou a circular por Brasília esta semana.

Edinho diz que o ministro da Economia, Paulo Guedes, é “um colecionador de frases infelizes”, argumentando que talvez não consiga enxergar a realidade do serviço público por conta de sua carreira no mercado, na iniciativa privada. Relembrando o momento em que o ministro disse ter colocado “uma granada no bolso dos servidores”, o assessor parlamentar diz que ela “já explodiu”, com a aprovação da reforma previdenciária, de parte da reforma trabalhista, e agora, com a PEC Emergencial, anunciando o “tsunami” que pode ser a reforma administrativa.

Edinho diz que, mais do que nunca, é necessário que entidades e parlamentares “articulem entre si, conversem mais com os formadores de opinião, pautem a mídia especializada”. Para ele, o governo vive em uma “zona de conforto”, pois não convive com as entidades divulgando suas pautas, na imprensa online, no rádio e na TV, o que faz com que os cidadãos não compreendam por inteiro o impacto negativo desses ataques aos servidores públicos, em toda a sociedade brasileira.

Um dia após a gravação desta entrevista, o governo federal, em reunião com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), resolveu mudar o relator na Comissão Especial da reforma. Trocou o deputado Silvio Costa Filho (Republicanos-PE) pelo deputado Arthur Maia (DEM-BA), o mesmo que há dois anos relatou, na Comissão Especial, a Reforma da Previdência.

 

Assista a entrevista completa com o assessor parlamentar Edinho Magalhães, logo abaixo:

 

 

Leia também!

Servidores do Ministério da Saúde vacinam garimpeiros contra Covid em troca de ouro, afirma líder Yanomami

A Hutukura Associação Yanomami afirma que há suspeita de que servidores da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), órgão

Read More...

Câmara do Rio de Janeiro aprova aumento da alíquota de 11% para 14% para servidores municipais

Por 23 votos a 22, a Câmara dos Vereadores do Rio aprovou na noite de ontem, em discussão final,

Read More...

Servidores precisam atualizar dados bancários no Sigepe para receber salário

Entre novembro de 2019 e de 2020, os bancos fecharam 1.444 agências no Brasil, volume 78% maior que nos

Read More...

Mobile Sliding Menu