Servidores podem ter salários congelados por 18 meses

Agência Servidores, Entrevistas, Serviço Público

O congelamento dos salários dos servidores públicos por 18 meses é uma das propostas que consta do projeto de socorro e ajuda financeira a estados e municípios e que deve ser votado no Senado ainda esta semana. Essa é uma das preocupações do sócio da Queiroz Assessoria Parlamentar e Sindical, Tiago Queiroz. Numa conversa com a Agência Servidores, o consultor fala das dificuldades de trabalho, depois do esvaziamento do Congresso Nacional em função da crise do coronavírus.

Para Tiago Queiroz o trabalho continua, mesmo com dificuldades. Para ele é muito importante a comunicação por redes sociais para manter a mobilização dos servidores e o trabalho junto aos parlamentares. A maior dificuldade tem sido fazer previsões, na medida em que há uma enorme insegurança quanto ao fim da pandemia, quanto aos danos à economia do país e o tempo necessário para a recuperação.

Assista à entrevista completa em:  

Leia também!

I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do SUS foi realizado

No dia 24 de maio de 2022 ocorreu o evento live "I Encontro de Lideranças de Carreiras Públicas do

Read More...

Transição Energética foi tema de evento realizado pela Agência Servidores

Mas afinal, o que falta para o Brasil estar acelerado de fato na transição energética ?  Esse foi o

Read More...

Reforma tributária: Sindireceita acompanha leitura de novo relatório da PEC 110 no Senado

O diretor de Assuntos Parlamentares do Sindireceita, Sergio Castro acompanhou, na manhã desta quarta-feira, dia 23, na Comissão de

Read More...

Mobile Sliding Menu