Academia Buriti, um espaço para saúde mental e física do servidor do DF

Ações, Campanhas, No Governo, Serviço Público

Servidora pública do Governo do Distrito Federal há 12 anos, Simone faz aulas de tai chi chuan e defesa pessoal. As atividades ocupam as manhãs da servidora da Secretaria de Comunicação três vezes por semana, numa rotina que tem agradado bastante.

“Exercício físico sempre é bom. Enquanto estivermos na pandemia, acho ótimo fazer um exercício antes do trabalho. Eles disponibilizaram aulas de forma que atendam todas as necessidades, achei isso perfeito”, conta Simone.

Desde maio de 2021, Simone tem se dedicado às aulas na academia, época em que retomou as atividades físicas suspensas pela pandemia em março de 2020. “Aproveitei a oportunidade para voltar a fazer exercícios. Com as aulas me sinto superbem, com mais ânimo, mais energia e durmo melhor, mesmo porque a gente ri nas aulas, erra e se diverte. Então não tem como chegar ao trabalho desanimada, chego sempre com o astral lá em cima”, acrescenta.

“A Academia Buriti é um projeto inovador. Incentivou muitos servidores a saírem do sedentarismo e fazerem exercícios físicos de forma gratuita, em casa, com excelentes professores”, afirma o secretário de Economia, André Clemente, idealizador do projeto e aluno da Academia Buriti.

“Durante a pandemia, o projeto ganhou ainda mais importância, pois foi fundamental no período de isolamento social. Além dos benefícios físicos e psicológicos, destacamos o autoconhecimento e a união que as atividades trouxeram aos servidores, envolvidos em um projeto pioneiro”, completa Clemente.

Sobre a Academia Buriti

O projeto é administrado pela Secretaria Executiva de Qualidade de Vida (Sequali), da Secretaria de Economia. O objetivo de sua criação é disponibilizar aulas on-line, presenciais e gratuitas de diversas modalidades para os servidores do GDF e incentivá-los a buscar mais qualidade de vida, por meio de atividades pela saúde física e mental.

“As aulas da Academia Buriti são presenciais e on-line, sempre gratuitas. A iniciativa é inovadora e reúne mestres e professores reconhecidos nacional e internacionalmente. As aulas ganham cada vez mais adeptos e melhoram as condições físicas, mentais e de autoestima dos servidores”, acrescenta a secretária executiva da Sequali, Adriana Faria.

Inicialmente, o projeto englobava apenas três modalidades: defesa pessoal, taekwondo e kickboxing. Com o passar do tempo, a Academia Buriti recebeu mais mentores e, junto com eles, novas modalidades.

Hoje, a Academia Buriti oferece semanalmente 21 aulas de nove modalidades. O projeto conta com oito professores nas aulas presenciais e on-line. Atualmente, estão matriculados para as aulas presenciais 143 alunos. No YouTube, já foram transmitidas 616 aulas, com mais de 40 mil visualizações. A modalidade mais assistida é a de defesa pessoal, com média de 100 visualizações por aula.

A academia também oferece aulões abertos aos servidores do GDF e familiares em diferentes locais de Brasília. Na Praça do Buriti já teve taekwondo e, no Parque da Cidade, diferentes modalidades de luta.

 

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA: Agência Brasília

Leia também!

Estão abertas as inscrições para o Fórum do Sindicalismo do Serviço Público 2022

A  Agência Servidores agendou para 31 de janeiro de 2022 o inédito “Fórum Virtual do Sindicalismo do Serviço Público”,

Read More...

CNJ lança estudo sobre saúde mental de magistrados e servidores

O Conselho Nacional de Justiça lançou pesquisa no começo do mês de dezembro para avaliar o impacto da epidemia

Read More...

Recomposição salarial para servidores estaduais do RJ pode chegar a 11% no salário de janeiro de 2022; tire suas dúvidas

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, disse nesta quarta-feira (dia 1°) que o percentual usado para dar

Read More...

Mobile Sliding Menu