Fux prorroga trabalho remoto de servidores do STF até 31 de março

Ações, Judiciário, Serviço Público

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, prorrogou até 31 de março de 2021 a resolução que permite que servidores da corte trabalhem remotamente.

O modelo diferenciado de gestão de atividades do tribunal foi instituído pela necessidade de distanciamento social e a redução na circulação de pessoas imposta pela epidemia de coronavírus. A medida permite a adoção de métodos e ferramentas para trabalhos presenciais ou remotos. 

A prorrogação do modelo consta da Resolução 714/2020, publicada no Diário da Justiça eletrônico do dia 11 de dezembro de 2020.

O modelo se encerraria no próximo dia 31 de janeiro, conforme previa a norma editada em abril pelo ex-presidente do STF, ministro Dias Toffoli. Mas, considerando a necessidade de manutenção das medidas de prevenção ao contágio da Covid-19, o prazo foi prorrogado.

De acordo com a assessoria da corte, a prorrogação também permite que o Supremo supere o momento indicativo de uma segunda onda ou possa promover a imunização do seu quadro de servidores e colaboradores por meio de campanhas de vacinação externas ou internas.

Com a declaração da pandemia pela Organização Mundial de Saúde, o tribunal adotou uma série de medidas de prevenção ao contágio da Covid-19, como a ampliação do trabalho remoto, que alcançou mais de 80% da força de trabalho do tribunal.

 

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA: ConJur

 

Leia também!

PLC que prevê ajuste nas contas e muda regras de servidores do Rio de Janeiro deve sair da pauta da Câmara

Apesar de previsto para entrar na pauta de amanhã da Câmara de Vereadores, o Novo Regime Fiscal do Município

Read More...

Reforma administrativa: relator reinclui corte de salário de servidores na crise

O relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/20, a Reforma Administrativa, deputado Arthur Maia (DEM-BA), manteve em

Read More...

Servidores denunciam ao Cremesp aumento de licenças médicas negadas desde que Prefeitura de SP terceirizou perícias

Servidores denunciaram nesta terça-feira (21) ao Conselho Regional de Medicina do Estado (Cremesp) enfrentarem dificuldades para obter licenças médicas

Read More...

Mobile Sliding Menu