Servidores de São Paulo terão abono em caso de morte de animal de estimação

Ações, Nas Assembleias Legislativas, Serviço Público

Tramita pela Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) o Projeto de Lei (PL) nº 47/2021, que visa alterar a Lei nº 10.261. O projeto, de autoria do deputado estadual Bruno Ganem (Podemos), garante ao servidor público do estado abono de falta em caso de morte de animal de estimação.

O projeto entrou em tramitação ordinária, ou seja, as Comissões internas da Assembleia terão 40 sessões para deliberar, aprovar ou rejeitar o projeto. Após isso, a proposta deve ir a voto no plenário. O PL tem como base a o estatuto dos servidores públicos civis do estado de São Paulo, regido pela Lei nº 10.261.

Atualmente, o estatuto autoriza o afastamento do servidor em casos de falecimento de familiares, com oito dias afastados para cônjuges, filhos, pais e irmãos; e dois dias para avós, netos, sogros, padrastos e madrastas.

Da mesma forma, de acordo com a proposta, em caso de morte de animal de estimação, deveria considerar-se o afastamento de um dia. Segundo Ganem, “pensando no sentimento de luto e na necessidade de recuperação emocional do servidor que sofre com a perda de um animal com o qual mantinha vínculo afetivo, é necessário incluir, entre as hipóteses de afastamento sem prejuízos, a licença”.

 

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA: Yahoo Notícias

Leia também!

Bolsonaro briga por 45 mil policiais, enquanto 1 milhão de servidores não têm reajuste há 5 anos

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro (PL) promete reajuste salarial a policiais federais, cerca de 1 milhão de servidores ativos,

Read More...

Reajuste de servidor tem de ter fonte de receita, diz senadora Rose de Freitas

A presidente da Comissão Mista de Orçamento, senadora Rose de Freitas (MDB-ES), disse que o Ministério da Economia tem

Read More...

Reajuste para servidor é “desonra, diz Guedes

Um dia depois de enviar ao Congresso um pedido de reserva de R$ 2,8 bilhões para o aumento salarial

Read More...

Mobile Sliding Menu